Milhares de pessoas têm acessado meu material sobre #Tireoide (www.icaro.med.br/?s=Tireoide), especialmente www.icaro.med.br/Hipotireoidismo e www.icaro.med.br/Tireoide, além dos vídeos no YouTube.com/DrIcaroAlves, confiança pela qual muito agradeço, em meu trabalho!

E a pergunta mais comum que tenho recebido nos últimos meses é: “Doutor, quais exames são necessários para avaliar a Tireoide”?
Resposta: SEU #MEDICO, competente e atualizado, é a pessoa mais indicada para responder isto, avaliando suas necessidades individuais – até porque seu caso pode requerer exames mais ou menos detalhados.

Entretanto, em geral, o que peço para meus pacientes assim que chegam procurando meu acompanhamento médico são:
– TSH, T4livre, T3livre, T3reverso, Tireoglobulina e Ecografia (US=Ultrassom=Ecografia)
(Explico detalhes sobre estes nos links acima: recomendo fortemente que você acesse, leia, assista!)
– Idealmente, contudo, para primeira consulta, peço também Anticorpos (Por exemplo Anti-TPO, Anti-Tireoglobulina, Anti-TSH), T4total, T3total e Ecografia com Doppler (dá mais detalhes, em caso de nódulos ou cistos) – caso o paciente possa pagar por estes e/ou seu convênio cobrir, de forma a tornar mais completa sua avaliação.

Vale ressaltar, entretanto:
– Salvo situações onde o paciente tem nada de tireóide funcionante (retirada totalmente ou neutralizada completamente por tratamentos, a exemplo do iodo radioativo), esta nobre #glandula responde MUITO BEM à melhoria dos #HabitosDeVida, algo fundamental à restauração da sua #SAUDE: www.icaro.med.br/12Passos
– A INVESTIGAÇÃO adequada de qualquer órgão, incluindo glândulas, requer primeiramente CONSULTA detalhada, onde as queixas do paciente são ouvidas de maneira atenta e pormenorizada e complementada por exames. Fazer exames sem que seus #resultados sejam relacionados a dados clínicos detalhados muitas vezes provoca erros de #diagnostico e #tratamento. Entenda, para o seu bem: www.icaro.med.br/DegrausDaSaude e www.icaro.med.br/AET
– A Tireoide não funciona sozinha e muitas vezes para recuperar/otimizar seu funcionamento o paciente precisará fornecer-lhe nutrientes que frequentemente faltam, como Selênio, Ferro, Zinco, L-tirosina, etc – adequação nutricional e #suplementação, quando necessárias, idealmente requerem indicação e acompanhamento profissional competentes.
– Em outros casos, além das correções acima o paciente muitas vezes precisa da otimização do funcionamento de outras glândulas (por exemplo, quando as #adrenais “vão mal” a tireóide pode ser levada mais facilmente à exaustão) e até de reposição de outros hormônios, já que afetam a produção dos #hormônios da tireóide (podendo suprimi-la ou hiperestimula-la): por exemplo, níveis adequados de #GH e #Melatonina são necessários à produção adequada de #T4 (Tiroxina), carências de #testosterona e #progesterona (e níveis altos de #leptina, comumente aumentada quando há excesso de #gordura corporal) costumam reduzir a conversão de T4 em #T3 por vários tecidos/órgãos do corpo.

Entendeu?
Quando o assunto é TIREOIDE, #FaçaASuaParte (www.icaro.med.br/?s=Tireoid) e procure com acompanhamento médico, competente e atualizado para atender da melhor forma possível as suas necessidades!

Boa semana!

www.icaro.med.br/PenseSaude
www.icaro.med.br/ComeceAqui

Ícaro Alves Alcântara
Médico – Brasília/DF
🖥 http://ICARO.med.br
Marcação de consultas:
☎ (61) 32349069 (fixo)
📱 (61) 99646-7775 (celular e WhatsApp)

Comments

Leave a Comment