CoenzimaQ10 – CoQ10 – Ubiquinona – Ubiquinol

Basicamente, a Coenzima Q10 (CoQ10) é fundamental para a produção de #ENERGIA e como importante antioxidante intracelular MAS infelizmente tem sua produção reduzida com o envelhecimento, hábitos de vida ruins, várias doenças, uso de estatinas, estresse …

 

Mas por isso e por muito mais, ela vai além…

 

Confira por que a maioria das pessoas beneficia-se da reposição das diferentes formas de Coenzima Q10 nos textos abaixo:

 

 

Post meu no Instagram.com/DrIcaroAlves de Setembro/19:

Por que a maioria das pessoas tende a beneficiar-se da suplementação diária de 100 mg (ou mais, dependendo do caso) de #CoenzimaQ10? Por que ela pode ajudar a melhorar os #resultadosdos tratamentos de:
1️⃣Melhoria dos níveis de #energia
2️⃣#Antioxidação (combate ao excesso de #radicaislivres)
3️⃣#Colesterol elevado
4️⃣Doenças do #coração
5️⃣Otimização da #imunidade
6️⃣Melhor #performance #esportiva
7️⃣#Fibromialgia
8️⃣#Fertilidade
9️⃣#Enxaqueca
🔟Doenças da Gengiva
1️⃣1️⃣#Envelhecimento mais #saudávele funcional
1️⃣2️⃣#Stress: combater, reduzir danos e lidar melhor

 

🙄Observações importantes:
👍Este post é informativo e de nenhuma maneira visa prescrever #CoQ10 para ninguém: se gostou da dica, leve para avaliação do seu profissional de saúde de confiança para que juntos vocês avaliem a adequação dela ao seu caso. Mais sobre o assunto em www.icaro.med.br/Suplementacao
👍Ninguém deve usar #suplementos ou #remédios, fora situações de urgência/emergência, sem antes (ou junto a) melhorar seus #habitosdevida(www.icaro.med.br/12Passos), sob pena de não ter efeito, obter pouco ou colher mais efeitos adversos.

🏁Boa semana!

👨‍⚕️Ícaro Alves Alcântara
Médico
61 996467775 e 32349069 (Marcação de consultas e agendamento de cursos/palestras)
[email protected]
www.icaro.med.br/SAUDE

Video de Setembro de 2019 sobre o assunto:

No Youtube:

 

Texto 1 sobre a Coenzima Q10, Ubiquinona e Ubiquinol:

(Fonte: https://www.essentialnutrition.com.br/conteudos/coenzima-q10-para-que-serve-e-como-tomar/):

 

“COENZIMA Q10: PARA QUE SERVE E COMO TOMAR

 

A Coenzima Q10 é uma benzoquinona (C6H4O2) presente em praticamente todas as células do organismo. No entanto, por sua participação na produção de ATP, ela é mais concentrada em órgãos de grande demanda energética. Entre eles estão o coração, o cérebro, os rins e o fígado.

Também é considerado um potente antioxidante intracelular, protegendo a estrutura das células da destruição da própria parede celular causada pelos radicais livres produzidos diariamente pelo metabolismo energético. Além disso, estimula a biogênese mitocondrial – ou seja, a produção de novas mitocôndrias dentro das células.

Ela é encontrada no organismo em duas formas diferentes: ubiquinona e ubiquinol. De uma forma simples: a ubiquinona é necessária na produção de energia sob a forma de ATP e o ubiquinol tem uma ação antioxidante.

 

 

Ubiquinona ou ubiquinol, qual é a melhor forma para a CoQ10?

 

Nenhuma forma de CoQ10 é inferior, inativa ou menos eficaz. Ambas são necessárias no organismo, onde são constantemente convertidas uma na outra.

Quando no interior do organismo, a CoQ10 alterna entre as duas formas. Isso ocorre em um ciclo contínuo, de acordo com a necessidade do próprio corpo. Portanto, quando se toma ubiquinol, este pode mudar para ubiquinona e vice-versa.

 

 

Quando a suplementação com Coenzima Q10 pode ser recomendada:

 

– Pessoas que fazem uso de estatinas para combater o colesterol têm uma supressão da síntese de coenzima Q10 no corpo. Diversos estudos indicam uma relação entre a baixa concentração plasmática de coenzima Q10 e a doença arterial coronariana. Além disso, nessas pessoas há risco de prejuízos para o sistema antioxidante e para a produção de energia a nível celular.

– Estudos mostram que, com os radicais livres sob controle e com mais energia nas células, há um aumento nas chances da mulher gerar óvulos saudáveis, a fertilidade feminina é impulsionada. Verificou-se também que a redução nas concentrações de CoQ10, com o avançar da idade, coincide com um declínio na fertilidade e o aumento de alterações cromossômicas nos embriões.

– Reforçar os sistemas de defesa: Quando em situação de estresse oxidativo, há uma maior demanda pela coenzima, que tem função antioxidante. A CoQ10 também inibe o início e interfere na propagação da oxidação de lipídios e proteínas, uma propriedade não encontrada em outros antioxidantes.

Além disso, a coenzima Q10 reforça a atividade do complexo proteico NF-kB, que está envolvido na resposta celular a estímulos como o estresse, radicais livres, radiação ultravioleta, oxidação de LDL e antígenos virais e bacterianos. O NF-κB também desempenha um papel fundamental na regulação da resposta imunitária à infecção.

 

 

Potenciais benefícios da suplementação com Coenzima Q10:

 

– Acelerar a recuperação de cirurgias: a CoQ10 melhora a resposta ao trauma cirúrgico. Um estudo mostrou que a suplementação de coenzima Q10 pode aumentar significativamente a capacidade antioxidante e reduzir os níveis de marcadores inflamatórios em pacientes que se recuperam de uma cirurgia.

– Melhorar o desempenho esportivo: a coenzima pode aumentar a quantidade de energia disponível para os músculos. Pesquisa mostra que a administração oral de coenzima Q10 é capaz de reduzir a sensação de fadiga e aumentar o desempenho físico durante exercícios.

– Atenuar os sintomas da fibromialgia: estudo mostrou a relação entre suplementação com CoQ10 e redução dos sintomas de fibromialgia como dor, ansiedade e depressão. Também foi registrada uma diminuição em relatos de fadiga crônica e cansaço matinal.

– Controlar insuficiência cardíaca: estudos relatam que os níveis de CoQ10 tendem a diminuir no miocárdio de pacientes com insuficiência cardíaca. Testes de suplementação com CoQ10 relataram melhorias nos parâmetros funcionais do coração em pacientes com esta doença.

Efeito adicional:
Estudos apontam a CoQ10 como um agente terapêutico potente para a enxaqueca, atenuando sua duração e frequência.

 

 

Fatores que reduzem a produção de CoQ10:

 

O nível de CoQ10 no corpo pode sofrer redução por uma série de fatores. Entre eles:

1) Declínio natural pela idade;

2) Situação de estresse oxidativo;

3) Dieta rica em carboidratos simples;

4) Tratamento com estatinas;

5) Prática esportiva intensa

A suplementação com CoQ10 pode ser recomendada para pessoas que enfrentam estes cenários.

 

 

Como tomar a Coenzima Q10?

 

Estudos indicam que a maioria dos efeitos benéficos são obtidos com a ingestão diária de 100mg de CoQ10.

 

Suplementos de CoQ10 são todos iguais?

Para que a suplementação tenha o máximo efeito, é recomendado que ela apresente uma estrutura idêntica à CoQ10 produzida naturalmente pelo organismo. Com isso, sua absorção é facilitada.

Ela pode ainda receber ingredientes que potencializam seus efeitos. A presença de tocoferóis (vitamina E) e de ômega-3 pode duplicar a biodisponibilidade da Coenzima Q10. Isso porque sua absorção se dá em meio lipofílico, ou seja, rico em gordura.

 

 

FONTE deste excelente Texto 1 sobre a Coenzima Q10, Ubiquinona e Ubiquinol: https://www.essentialnutrition.com.br/conteudos/coenzima-q10-para-que-serve-e-como-tomar/ (Recomendo visita ao site original para aprofundamento)

 

 

 

 

 

 

 

Texto 2 sobre a CoQ10:

(Fonte: http://www.lemnisfarmacia.com.br/coenzima-q10-antioxidante-protetor-cardiaco-hepatico-e-imunologico/):

 

“A CoQ10 representa a medicina ortomolecular na sua verdadeira acepção. Ela é biossintetizada no tecido humano, mas a necessidade orgânica desse cofator essencial também pode ser suprida por meios dietéticos (encontrada na carne de vaca, sardinha, espinafre e no amendoim).

A CoQ10 é um nutriente ou agente terapêutico quase perfeito, devido à sua baixa toxicidade e porque a suplementação com CoQ10 não provoca perturbações maiores no metabolismo da CoQ10 endógena.

Por último, ela pode ter efeitos extraordinários sobre o resultado do tratamento de uma série de graves condições mórbidas.

Algumas das propriedades biológicas da CoQ10 podem explicar seu papel biológico: Cofator essencial da produção celular de energia. A CoQ10 é um componente essencial da cadeia respiratória mitocôndria na da célula e desempenha um importante papel na produção de ATP, principal fonte de energia celular. A CoQ10 pode ser de grande valia para pacientes com grave insuficiência, ajudando-os a dar uma guinada dinâmica em seu estado geral.

Necessária para o uso eficiente de oxigênio. A CoQ10 também parece controlar o fluxo de oxigênio intracelular. Podemos compreender sua ação como uma diminuição da hipóxia e do impacto da isquemia sobre o coração em condições de aporte insuficiente de oxigênio. Propriedades antioxidantes. Foi constatado que a CoQ10 desempenha um papel antioxidante inespecífico na célula e pode diminuir o dano potencial de radicais livres resultantes da peroxidação de ácidos graxos insaturados na célula.

 

Tais propriedades biológicas se refletem em ganhos nutricionais e benefícios para as condições gerais de saúde, particularmente nos seguintes aspectos:

– Melhora a produção de energia e a desempenho físico. Os atletas, particularmente os de faixa etária mais avançada, podem ser beneficiados com o uso da CoQ10.

– Melhora a função cardiovascular, regenerando tecidos lesados, e promove a melhora de distúrbios do sistema cardiovascular como a hipertensão arterial.

– Previne e cura doenças periodontais. Estudando o tratamento das doenças periodontais com CoQ10 descobriu-se que o tecido gengival afetado era deficiente em CoQ10, enquanto o tecido saudável dos mesmos pacientes não apresentava essa deficiência.

– Estimula o sistema imunológico. A CoQ10 estimula o sistema imunológico enfraquecido ou comprometido, melhorando não somente produção de anticorpos e de linfócitos T, mas também aumentando a atividade fagocitária. Incrementa o fluxo energético intracelular.

– Neutraliza os radicais livres. É parte importante do sistema de defesa antioxidante da célula. A CoQ10, além de servir como cofator da produção de energia, funciona como um antioxidante tão eficaz quanto a vitamina E no tecido cardíaco, mas menos eficiente em tecido hepático. Este estudo sugere que a suplementação de CoQ10 deve ser incluída em qualquer programa antioxidante abrangente.

– Retarda o processo de envelhecimento. A propriedade antienvelhecimento pode ser devida à capacidade da CoQ10 de melhorar o estado de energia das células e aumentar a eficiência da utilização do oxigênio. Estudos demonstraram que o conteúdo de CoQ10 diminui com o avançar da idade, especialmente nos tecidos cardíaco e hepático. Protegendo as células contra a peroxidação, a CoQ10 aumenta a tolerância de idosos e sedentários ao exercício físico e pode corrigir falhas do sistema imunológico.

– O declínio dos níveis de CoQ10 pode ser uma possível explicação para uma série de condições associadas ao envelhecimento, como uma maior vulnerabilidade às infecções bacterianas e virais ou uma maior prevalência de doenças periodontais. Estudos efetuados em ratos com CoQ10 demonstraram parciais de declínios na função imunológica relacionados com a idade. Além disso, constatou-se que a CoQ10 tem a capacidade de aliviar possíveis efeitos tóxicos das drogas comumente usadas para tratar doenças mais prevalentes em idosos, como neoplasias e hipertensão arterial.

– Estudos de longevidade em ratos demonstraram que a suplementação semanal de CoQ10 (em forma de emulsão) aumentou significativamente a duração da vida quando o tratamento foi iniciado no ponto médio da expectativa de vida. As doses usadas nos ratos foram mais ou menos equivalentes a dose de 30 miligramas por dia de CoQ10 utilizada em seres humanos.

 

INDICAÇÕES:

Fortalecer o sistema imunológico;

Ajudar as células do coração a funcionarem com mais eficiência;

Aumentar a capacidade de bombeamento do coração;

Aumentar a absorção de oxigênio pelas células do músculo do coração;

Ajudar a reciclar a Vitamina E no organismo, além de intensificar sua potência;

Tratar a falência renal;

Eliminar efeitos colaterais de drogas para insuficiência cardíaca;

Prevenir as lesões oxidativas dos radicais livres;

Combater o estresse; Ser o principal combustível da mitocôndria (responsável pela produção de energia na célula);

Proteger a mitocôndria, evitando doenças degenerativas do cérebro, como: perda gradual da memória, doença de Alzheimer e de Lou Gehrig;

Atuar como oxidante dentro da mitocôndria, destruindo os radicais peróxido, após sua formação”.

(Fonte, com ainda mais material sobre: http://www.lemnisfarmacia.com.br/coenzima-q10-antioxidante-protetor-cardiaco-hepatico-e-imunologico/)

 

 

DICA minha:

 

Quando seu bom profissional de saúde indicar ‪#‎CoenzimaQ10, tenha certeza de qual forma ele indicou e para qual indicação, já que Ubiquinol é diferente de Ubiquinona (ainda que haja conversão de uma forma na outra, de acordo com a necessidade orgânica de cada parte do corpo)

 

* E uma dica a mais: para melhorar mais ainda a absorção compre em cápsulas e, ao tomar, abra-as e deixe o pó embaixo da língua por 5 minutos antes de engolir… Assim você melhora MUITO a absorção e aproveitamento da substância!

 

(Baseado em: http://elmaxilab.com/saude-e-bem-estar-artigo-2-1000.html)

 

Comments

Mostrando 2 comentários
  • Avatar
    Priscila Urbinati
    Responder

    ola Dr Icaro, gostaria de saber se qualquer pessoa pode fazer uso do ubiquinol em capsulas.Mesmo nao tendo receita, ou precisa fazer exames antes (desculpe estou sem ponto de interrogacao =P )…Parabéns pelo texto, presto vestibular p medicina sempre estou lendo suas publicações! =)

    • Dr. Ícaro Alves
      Dr. Ícaro Alves
      Responder

      Olá

      Obrigado pelas palavras.

      O ubiquinol geralmente é seguro mas o ideal mesmo é só usar sob acompanhamento competente.

      Boa semana

Deixe um Comentário

Enviar

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt
0

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

pt Portuguese
X
%d blogueiros gostam disto: