Hábitos Saudáveis de Vida NÃO são caros

Sobre os Hábitos de Vida, entenda que é impossível obter ou manter SAÚDE sem eles, mesmo que você tenha os melhores, atuais e/ou mais caros profissionais, tratamentos e suplementos à sua disposição – ou VOCÊ faz a sua parte e melhora seus hábitos ou vai descobrir que não há resultados em saúde sem eles da pior forma possível ou quando, eventualmente, for “tarde demais”

 

Saiba quais são, sua importância e como adotá-los: http://www.icaro.med.br/?s=checklist

 

 

Uma das DESCULPAS que mais escuto por aí de quem NÃO quer realmente adotar bons hábitos de vida é que “é CARO” mantê-los; só que este “argumento” é uma grande mentira, que muitos “contam para si mesmos” (assim enganando-se): salvo exceções*, na maioria das vezes os obstáculos principais a serem vencidos são PREGUIÇA e DESINTERESSE:

–       Preguiça, porque mudar hábitos “dá trabalho” sim, requer mudanças de focos/objetivos, demanda planejamento e disciplina… Ou seja, mudar como você levou a vida por anos ou mesmo décadas requer esforço e muitos têm preguiça de investir os devidos tempo e energia nisto. “No pain, No gain” significa, na verdade, “sem esforço, sem ganho”: você espera mesmo resultados sem esforços, principalmente SEUS esforços visando obter resultados para VOCÊ MESMO?

–       Desinteresse, porque também são necessários tempo e energia produtivos para buscar informações (sites, perfis em redes sociais, artigos, revistas, livros, etc) e acompanhamentos** de qualidade, bons profissionais para te orientar e você segui-los mas quando tudo isto é necessário para saber o que (e por que) deve ser feito para ter saúde, os esforços neste sentido deixam de ser prioridade para muitos… O que é prioridade*** para você?

 

O problema é que, frequentemente, quem não “dá solução”, “dá só desculpas” e acaba descobrindo que “a gente colhe o que planta” e que quem não investe tempo e energia para cuidar da saúde, acaba obrigado a gastá-los para tratar as doenças. Ou, como bem diz Confúcio**** :

“Há homens que perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. Por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem o presente, de tal forma que acabam por nem viver o presente nem o futuro. Vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido”…

Se VOCÊ não for o principal interessado na sua própria saúde, quem você espera que consiga ter sucesso em otimizá-la por você? Quando você não quer mesmo otimiza-la, ninguém consegue.

 

Sobre a grande MENTIRA de que “custa caro manter hábitos de vida mais saudáveis”, vejamos:

 

– Tomar ÁGUA direito

Se você precisa lembrar de tomar água de hora em hora, coloque um relógio para despertar de hora em hora, peça para alguém te lembrar, ajuste alarmes no seu computador e celular*****, use um anel diferente ou até fita amarrada em um dos dedos ou pulso (ou escreva um lembrete atrás da mão – ou seja, algo que toda vez que você olhar para, te lembre do por que está ali), coloque “post-it” espalhados pela casa, na tela do computador, no carro ou na mesa do trabalho, etc. Ande com uma garrafa de água carregada, com você e no carro, tenha uma no trabalho e nos locais onde passa mais tempo, de preferência com marcações de mililitros impressas, para que você possa acompanhar se está seguindo as metas de consumo necessárias (em torno de 200 ml por hora, em média). À noite, já pense em que locais estará no dia seguinte e como fará para ter água disponível em todos estes, para quais terá que leva-la e como conseguirá isto em quantidade e qualidade suficientes: isto chama-se planejamento e evita muitos imprevistos, chateações e descumprimento de hábitos de vida.

Agora responda-me: gastou muito dinheiro neste hábito? Ou mesmo “algum” dinheiro? A questão aqui não foi mais de interesse, planejamento, foco e disciplina?

 

– ALIMENTAR-SE direito

Se você precisa lembrar de alimentar-se de 3 em 3h (ou como seu bom nutricionista orientou – se não tem acesso a um, nem no SUS, pelo menos pode “estimar” um plano alimentar básico razoável se seguir boas fontes, sites, profissionais e afins, pela internet mesmo******), coloque um relógio para despertar de hora em hora, peça para alguém te lembrar, ajuste alarmes no seu computador e celular*****, use um anel diferente ou até fita amarrada em um dos dedos ou pulso (ou escreva um lembrete atrás da mão – ou seja, algo que toda vez que você olhar para, te lembre do por que está ali), coloque “post-it” espalhados pela casa, na tela do computador, no carro ou na mesa do trabalho, etc. Tenha opções de alimentos práticos com você e no carro, tenha-os no trabalho e nos locais onde passa mais tempo. À noite, já pense em que locais estará no dia seguinte e como fará para alimentar-se neles, para quais terá que levar alimentos e como conseguirá isto em quantidade e qualidade suficientes: isto chama-se planejamento e evita muitos imprevistos, chateações e descumprimento de hábitos de vida.

E é claro que há alimentos melhores, com mais propriedades benéficas e até por isso mais caros (alguns o são por serem mais difíceis de encontrar) mas SEMPRE há sugestões mais baratas que podem substituir estes, muitas vezes com benefícios semelhantes ao complementarem-se mutuamente, mediante combinações com outros alimentos – são raríssimos os alimentos com propriedades/benefícios “insubstituíveis”. Aqui mais uma vez vale ter boa orientação nutricional mas espero que o conteúdo deste link ajude: http://www.icaro.med.br/artigos/dicas-de-alimentos-saudaveis.html/

Agora responda-me: gastou muito dinheiro neste hábito? A questão aqui não foi mais de interesse, planejamento, foco e disciplina?

 

 

 

 

– EXERCITAR-SE regularmente

Se você precisa lembrar de exercitar-se regularmente (ou como seu bom profissional de educação física orientou – pelo menos pode ter dicas de bons exercícios, como e quando realiza-los se seguir boas fontes, sites, profissionais e afins, pela internet mesmo******), coloque um relógio para despertar de hora em hora, peça para alguém te lembrar, ajuste alarmes no seu computador e celular*****, use um anel diferente ou até fita amarrada em um dos dedos ou pulso (ou escreva um lembrete atrás da mão – ou seja, algo que toda vez que você olhar para, te lembre do por que está ali), coloque “post-it” espalhados pela casa, na tela do computador, no carro ou na mesa do trabalho, etc. Já à noite pense em como fará para viabilizar sua rotina de exercícios físicos no dia seguinte: isto chama-se planejamento e evita muitos imprevistos, chateações e descumprimento de hábitos de vida.

Aqui mais uma vez vale ter boa orientação de um personal trainer (ou professor na área) mas espero que o conteúdo destes links ajude:

http://www.icaro.med.br/artigos/quanto-exercicio-fisico%E2%80%AC-voce-realmente-precisa.html/

http://ligadasaude.blogspot.com.br/2012/10/20-exercicios-para-serem-feitos-em-casa.html

Agora responda-me: gastou muito dinheiro neste hábito? A questão aqui não foi mais de interesse, planejamento, foco e disciplina?

 

– DORMIR direito

Você não gasta dinheiro para dormir, certo? O máximo que você tem que fazer é ajustar lembrete da hora certa de dormir (e que quer acordar) e cuidar de ter as melhores condições possíveis para ter um bom sono, realmente produtivo, que só você pode prover – este link deve ajudar para isto: http://www.icaro.med.br/artigos/quer-melhorar-seu-sono-dicas-uteis.html/

> Há até aplicativos de celular que ajudam você a ter um melhor sono, gerencia-lo adequadamente, avaliar no que pode melhorar e até acordar melhor (evitando, por exemplo, que você seja acordado em fase de sono profundo) – são bem baratos e alguns até gratuitos, amplamente disponíveis.

 

 

– RESPIRAR BEM

Você também não gasta dinheiro para respirar: basta ter atenção à sua respiração, inspirar e expirar profundamente com frequência: coloque um relógio para despertar de hora em hora, peça para alguém te lembrar, ajuste alarmes no seu computador e celular*****, use um anel diferente ou até fita amarrada em um dos dedos ou pulso (ou escreva um lembrete atrás da mão – ou seja, algo que toda vez que você olhar para, te lembre do por que está ali), coloque “post-it” espalhados pela casa, na tela do computador, no carro ou na mesa do trabalho, etc.

Este link vai ajudar você a respirar melhor – respirar bem é algo que você deve fazer instantaneamente toda vez que você lembrar, já que você pode passar semanas sem comer, dias sem tomar água mas só alguns minutos sem ar: http://www.icaro.med.br/artigos/respiracao-combustivel-respirar.html/

 

 

– Gerenciar o STRESS

Excetuando-se quem precisa de acompanhamento psicológico e até psiquiátrico, seu stress ocorre no seu corpo e mente, já que é a SUA reação a qualquer fator de desequilíbrio: o stress é, basicamente falando, SEU corpo e mente tentando recuperar seu equilíbrio, antes que você evolua para ansiedade, depressão, esgotamento e até consequências piores. Ou seja, gerencia-lo e até resolve-lo é muito mais uma questão de você-com-você-mesmo, buscando estratégias para melhor gerenciar o stress e aplicando-as regularmente (este link deve ajudar: http://www.icaro.med.br/artigos/?s=stress+ansiedade+depressao) – aqui podem ser oportunas as muitas estratégias já sugeridas para que você melhor planeje-se e lembre-se de aplicá-las. Planejamento para conseguir encaixar as tarefas necessárias no seu dia, lembrar de ter momentos regulares de lazer e meditação e ter menos aborrecimentos (que causam stress) tanto por imprevistos quanto por coisas importantes que deixou de fazer pela falta de devida organização.

Agora responda-me, após ler os textos do link acima: gastou muito dinheiro neste hábito? Ou gastou “algum” dinheiro? A questão aqui não foi mais de interesse, planejamento, foco e disciplina?

 

 

– Evitar intoxicações, expor-se regularmente ao Sol, ser mais positivo, cuidar de mente e espírito também são “comportamentos” que você precisa incorporar à sua rotina, regularmente, mas que dependem só de você e da sua vontade e que NADA custam para você colocar em prática; talvez você precise de lembretes para inclui-los no seu dia a dia mas, como para todo e qualquer hábito, quando você repete com frequência viram condutas “automático”, que você simplesmente lembra de executar sem muito esforço consciente, assim colhendo os benefícios com menos tempo e energia investidos para isso – e melhores resultados. Mais sobre todos estes hábitos, sua importância e como coloca-los em prática no www.icaro.med.br/artigos

 

 

É claro que para todos estes hábitos você pode (e deve, se tiver condições) investir recursos financeiros e beneficiar-se de boa orientação e acompanhamento para sua melhor inserção no seu cotidiano, via livros, cursos, palestras, bons profissionais mas, como eu já disse, quem não tem muito dinheiro para investir ainda pode ter TODOS os hábitos saudáveis muito bons em sua vida se tiver interesse e disposição de investir tempo e energia para aprender e realizar pelo menos o básico necessário para tal: releia este texto e conteúdo dos links citados e coloque em prática o que for necessário – vai valer a pena!

 

Afinal, NÃO custa muito ter bons Hábitos de Vida… Várias pessoas é que usam isto como “desculpa furada” para não se esforçarem para adotá-los e mantê-los: não seja mais um a adoecer por este ERRO, ainda tão comum!

 

 

Lembre-se: sua maior prioridade tem que ser você mesmo! Sugiro que comece por aqui, pelo Hábito Zero e pelo melhor gerenciamento da sua própria mente:

http://www.icaro.med.br/artigos/habito-zero.html/

http://www.icaro.med.br/artigos/stress-gerencie-melhor-hoje.html/

 

 

 

OBSERVAÇÕES (referentes aos *asteriscos* ao longo do texto)

* Exceções: casos de pobreza extrema, de stress agudo muito grande por fator externo (por exemplo, morte de um ente querido), de doença francamente incapacitantes, …

** Hoje em dia quem não tem como ter acompanhamento presencial com bons profissionais de saúde, se tem acesso à internet, não tem desculpas para pelo menos, não buscar pelos sites e redes sociais acompanhar milhares de bons profissionais em todo o mundo: são vários utilizando parte do seu tempo, regularmente, para postar conteúdo relevante e de qualidade, realmente útil e de franca aplicabilidade no seu dia a dia – basta você “garimpar” com cuidado. Mas o ideal continua sendo acompanhamento PRESENCIAL com bons profissionais: dicas para ajudar você a escolhe-los bem aqui: http://www.icaro.med.br/artigos/escolha-bons-profissionais-saude-acompanhar-dicas.html/

*** Entenda o conceito de prioridade na sua vida… Ou o que você deveria levar em conta: http://www.icaro.med.br/artigos/sao-prioridades-sucesso-felicidade-vida.html/  e  http://www.icaro.med.br/artigos/falta-de-tempo-ou-falta-de-planejamento.html/

**** Este trecho está na abertura do meu primeiro livro, de 2009, Qualidade de Vida, Qualidade É Vida, disponível aqui para seu download gratuito: http://www.icaro.med.br/artigos/livro-2009-download-gratuito.html/

***** Há vários programas e aplicativos gratuitos para computador e celular que podem te ajudar com estes lembretes fundamentais diários. Por exemplo o meu, gratuito e um dos mais baixados do Brasil. Confira: http://www.icaro.med.br/artigos/aplicativo-para-celulartablet-dr-icaro-gerenciador-saude.html/

****** Não estou sugerindo para ninguém “dispensar” o IDEAL acompanhamento por bons profissionais de saúde! Só sugiro que “quem não tem cão, que cace com gato”, já que “o Ótimo é o maior inimigo do Bom” – por exemplo, quem more longe de bons profissionais ou não tenha dinheiro para consulta-los, pode estudar bastantes bons materiais e pelo menos mudar gradativamente o que come, como come, baseado em informações de qualidade, até ter reais condições de ter consultas e acompanhamentos presenciais.

Comments

Deixe um Comentário

Enviar

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt
0

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

pt Portuguese
X
%d blogueiros gostam disto: