Hormônios – Quando o assunto é este, cuidado com radicais e “radicalismos” por aí

Último vídeo sobre o assunto (Novembro/2018) – Recomendo que assista APÓS ver os demais desta página:

Perguntas e respostas sobre o vídeo acima:

 

O que você precisa saber sobre hormônios, BASICAMENTE, está aqui:

 

e

 

 

ou (Link Alternativo):

Hormônios – O que voce precisa saber – Utilidades,Mitos e verdades

Publiée par Icaro Alves Alcântara sur Dimanche 18 juin 2017

 

Quando o assunto é #HORMÔNIOS, cuidado com radicalismos e radicais por aí… Nem 8 nem 80 ou o prejudicado acaba sendo o #paciente!

– Hormônios não devem ser elevados a níveis supra fisiológicos. Isto é arriscado. Ou seja, como para tudo na vida, evite excessos: todo excesso faz mal, não só de hormônios (até de água, de exercícios físicos, etc)

– Hormônios funcionam juntos, um afetando o outro. Ou seja, avaliar e modular só um ou outro raramente traz o devido equilíbrio para o organismo, que precisa do equilíbrio entre todos eles. Por isso avaliações incompletas usualmente geram abordagens também assim é por isso resultados insatisfatórios

– Quem tem sintomas e tem distúrbios hormonais TEM que buscar o equilíbrio dos seus hormônios. Simples assim. Muitas vezes basta melhorar os hábitos de vida (ingestão de água, exercícios adequados, boa alimentação, bom sono, reduzir stress, …), desintoxicar, repor vitaminas/minerais, etc e os hormônios voltam a ser produzidos direito MAS isto nem sempre acontece! E para estes casos, tem que ser avaliada, planejada e executada reposição racional (ou modular os excessos) ou é o paciente quem sofre por preconceitos de alguns profissionais (muitos desinformados e outros cabeça-dura mesmo…) quanto a repor o que precise ser reposto. Por exemplo, se não fosse assim, como ficaria um paciente com hipotireoidismo? E uma paciente que sempre esteve bem mas começou com sintomas justo após a menopausa? Não repor por “preconceitos contra hormônios”

– Hormônios são só mensageiros, ou seja, levam para as células as ordens que devam executar. Por isso várias vezes os problemas que atribuem por aí aos hormônios não são culpa deles mas sim de administra-los a organismos com múltiplas carências de nutrientes, intoxicações, inflamações… Para estes, a execução defeituosa das ordens transmitidas pelos hormônios é o que pode trazer mais problemas.

– O organismo humano só tem como responder 100% adequadamente a hormônios que ele reconheça como seus. Ou seja, aqueles que no final das contas são bioidênticos quando chegam às células, tecidos e órgãos. Saiba o que são hormônios bioidênticos nestes links:

https://www.icaro.med.br/carro-hormonios-seria-relacao/

http://www.novatrh.net/index.html

http://www.bioidenticos.com/

Entendido? Hormônios NÃO são “o bicho de sete cabeças” que alguns tentam pintar por aí (por vários interesses “diversos” ou mesmo preconceitos) e seu uso racional pode trazer saúde de volta para milhões de pessoas. Quando bem utilizados, raramente “causam #câncer#infarto ou #AVC” e os estudos mais recentes mostram que, na verdade, ajudam a prevenir estes. Afinal, o que mais pode te trazer saúde é um organismo totalmente equilibrado, não é? Inclusive quanto a seus hormônios!

Um abraço e saúde! Sem preconceitos ou conceitos antiquados… Por favor!

 

Entenda mais sobre hormônios aqui:

www.Icaro.med.br/MODULACAO

www.icaro.med.br/?s=HORMONIO

.

Boa semana!

.

• Siga-me nas redes sociais, para milhares de dicas em saúde:

Fanpage (Facebook): DrIcaroAlves

Youtube: DrIcaroAlves

Instagram: @DrIcaroAlves

Twitter   ,   Soundcloud   ,  Slideshare   e   Linkedin: DrIcaroAlves

 

  • Página atualizada em Outubro/2018

 

Outro vídeo sobre o assunto e muito mais:

Suplementação E Hormônios – Entenda a possível relação

Comments

Deixe um Comentário

Enviar

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar