Module seu METABOLISMO e tenha/mantenha resultados

Emagrecimento Liga da Saúde Saúde

Module seu METABOLISMO e tenha/mantenha resultados

 

Hoje em dia está em moda falar em “modular”, não é? Modulação hormonal, por exemplo… Modular, em Saúde, significa aumentar ou diminuir, estimular ou retardar/bloquear quando necessário, de acordo com a Fisiologia de cada um; afinal, o organismo humano é muito dinâmico e há todo momento muda suas  atividades e necessidades, assim requerendo grande capacidade de adaptação.

Metabolismo é outro termo famoso ultimamente: de forma simplista, significa “o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos” (definição via http://pt.wikipedia.org/wiki/Metabolismo); metabolismo rápido (ou acelerado), por exemplo, significa maior velocidade na transformação de substâncias. Mas alem de rápido ou lento, o metabolismo será de síntese de materiais no corpo/mente (anabolismo), como gordura e músculos ou de quebra destes (catabolismo); por exemplo, se o organismo precisa de algum nutriente específico ou de energia (e não está obtendo via dieta/respiração), induz catabolismo.

Em um indivíduo EM EQUILÍBRIO, o metabolismo é mais rápido (e ligeiramente mais catabólico) durante o dia (principalmente de manhã) e mais lento e anabólico à noite (para incorporar nutrientes, reparar estruturas lesadas e fortificar os locais sob mais stress) mas o metabolismo é profundamente influenciado por fatores muito alterados nos dias de hoje, sobretudo stress, alimentação, nível de atividade física e consumo de água.

Por isso, a maioria das pessoas sofre hoje em dia com problemas de metabolismo, sendo o mais comum o de metabolismo lento, por 2 motivos principais:

1 – Metabolismo rápido mantido por tempo demais, sem o devido “descanso fisiológico” para o organismo, levando-o à posterior exaustão e lentificação do metabolismo (exemplos de causadores desta situação: abuso de estimulantes/termogênicos, stress, sono insuficiente, “overtraining” – mais detalhes nos artigos seguintes artigos já postados no blog da Liga http://ligadasaude.blogspot.com/search/label/planejamentohttp://ligadasaude.blogspot.com/search/label/Stress, http://ligadasaude.blogspot.com/search/label/sono)

2 – Metabolismo lento por hábitos de vida ruins (como já dito em epígrafe, sobretudo por má alimentação, baixa ingestão de líquidos e sedentarismo, mas também por efeitos diretos ou colaterais de alguns medicamentos)

Viu o quanto a questão toda é um tanto mais complexa que aquilo que muitos sites preconizam por aí, que a “saída” é simplesmente “bombar” o metabolismo? Modulá-lo, sim, acelerando quando fisiologicamente adequado e deixando cair sua velocidade (ou mesmo desacelerando) quando necessário. Mas acelerar de forma muito abrupta, intensa, mantida por tempo demais ou em horários inadequados, como vimos, sempre traz problemas!

O melhor mesmo é ser avaliado e acompanhado por profissional capacitado que, após anamnese completa e exames, te orientará as estratégias mais adequadas para o seu caso (afinal, cada paciente é único e por isso seu caso terá detalhes que precisam ser considerados na hora da prescrição, individualizando-a); mas se você tem CERTEZA que sua questão é acelerar seu metabolismo, algumas dicas que realmente funcionam, quando levadas a sério:

–       NUNCA deixe faltar água ou alimentos, regularmente

–       Coma menor quantidade, mais vezes e sem “pular” refeições

–       Coma mais fontes de fibras

–       Tenha um excelente café-da-manhã, sobretudo com boas fontes de proteína

–       Melhore o funcionamento do seu aparelho digestivo

–       NUNCA retire totalmente carboidratos da sua dieta por longos períodos

–       Evite o açúcar (carboidratos simples, aqueles realmente doces)

–       Exercite-se pelo menos 3x/semana

–       Adquira e mantenha boa massa muscular

–       Evite quaisquer excessos, seja de alimentos ou mesmo de atividades

–       Durma direito

–       Logo após acordar, não demore muito para alimentar-se

–       Reduza seu stress

–       Fique de olho e gerencie bem suas tendências “genéticas”

–       Há alimentos que estimulam o metabolismo – Descubra-os

–       Se possível, adicione mais pimentas e temperos “picantes” na sua dieta, bem como o chá verde

–       Suplementos adequados, prescritos e acompanhados por profissional competente

* Link interessante, que sintetiza bem a questão de acelerar o metabolismo (áudio em espanhol: http://www.youtube.com/watch?v=ls8FcHKeBcY)

Mais detalhes e explicações sobre elas (por exemplo, quais suas bases fisiológicas)? Semana que vem eu falo mais.

Um abraço!

Ícaro Alves Alcântara

www.icaro.med.br

Twitter: @qualidade_vida

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *