Ser profissional de saúde… Vale a pena?

Perguntas e Respostas

Recebi, via email, os seguintes questionamentos:

PERGUNTA:

“Boa Tarde Dr. Ícaro
Ao pesquisar sobre ser medicina e a respectiva remuneração me deparei com seu site www.icaro.med.br, o qual alimentou ainda mais minha vontade em ser médico ortopedista. Bom, escrevo este e-mail para parabenizá-lo como médico e para pedir um conselho, talvez uma “palavra amiga e encorajadora”, ou quiçá um “não é bem por aí”, direcionado para alguém que está graduando em direito (formo este ano) e que desde a metade deste curso, descobriu que o sonho e vocação de sua vida era ser médico, ortopedista-traumatologista especialista em fisiologia e biomecânica esportiva. Porém, ao se deparar com inúmeros relatos, inclusive de médicos, fiquei um pouco desanimado quanto a este sonho tão improvável, pelo menos na minha atual condição. Por isso, se possível, gostaria de uma opinião sua a respeito da medicina e ser um profissional da saúde.

Agradeço a atenção dispensada,
Atenciosamente,

XXX”

RESPOSTA:

Resumindo minha resposta: A Medicina é algo muito belo e ser profissional de saúde, SIM: vale MUITO a pena.

Mas tudo começa por uma questão básica, simples mas fundamental: para que exatamente você quer ser profissional de Saúde? Porque é a resposta a esta pergunta quem definirá sua realização com sua escolha. Vou explicar:

Quer ser profissional de saúde para ajudar o próximo como objetivo primário? Conseguir seu sustento e até mesmo dinheiro, fama e “poder” como conseqüências NATURAIS de auxiliar humanamente, com compromisso e interesse o ser humano a ter e manter saúde?  Então você tem tudo para estar fazendo a escolha certa e ter muito sucesso e realização com ela.

Entretanto, quer ser profissional de saúde para conseguir seu sustento ou mesmo dinheiro, fama e “poder” como objetivo primário? Usar o atendimento ao paciente em situações de agravo à sua saúde como forma de tornar realidade seus ideais?  Então você tem tudo para ser um grande frustrado, mais cedo ou mais tarde, ao descobrir da pior forma possível que ninguém consegue passar a vida inteira fingindo que gosta de algo e “mesmo sem querer” descontando toda esta insatisfação em outros seres humanos (que neste contexto, ironicamente, são aqueles que usualmente pagam pelos seus serviços).

Entendeu? Porque acho que está é a questão essencial;

Há dificuldades em toda e qualquer profissão mas com o foco certo, elas são meros obstáculos transitórios e plenamente superáveis, como que apenas a neblina no trajeto de um barco guiado por um comandante cuidadoso rumo a um farol: o barco pode ter que submeter-se a desvios, solavancos e por vezes ser até temporariamente detido mas decerto chegará ao seu objetivo.

Em síntese novamente, portanto: Vale a pena

Um abraço!

Ícaro Alves Alcântara

Twitter @qualidade_vida

Facebook   icaro.aa  e  dr.icaroalves

www.icaro.med.br

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *