Uma explicação rápida da ciência médica homeopática

Hábitos Saudáveis Saúde

Uma explicação rápida da ciência médica homeopática

Qual é a diferença básica entre um ser humano vivo e outro que acabou de morrer? Conceitos espirituais e religiosos à parte, a resposta é simples – o vivo tem algo que faz seu cérebro pensar, seu coração bater, seu pulmão respirar, etc: uma “força de vida”, chamada pela Homeopatia de Força Vital, não mais presente em quem já morreu.

Para a Homeopatia, excetuando-se os acidentes e fatalidades, toda doença é causada e mantida por perturbações desta Força Vital, seja pelo seu enfraquecimento ou seja pela sua distribuição errada pelo organismo, em excesso em alguns lugares e em falta em outros; em outras palavras, para que uma doença possa ser tratada, objetivando-se a sua cura, esta Força Vital precisa ser reequilibrada e assim distribuída adequadamente pelo corpo e mente, nos lugares certos e na quantidade certa.

O remédio homeopático auxilia o organismo na identificação dos seus próprios desequilíbrios nesta Força Vital e ajuda-o a aprender formas mais eficazes de utilizar esta sua força em seu favor, de maneira natural. Note-se então que o medicamento homeopático não combate diretamente microorganismos ou doenças, mas sim, estimula o próprio organismo a fazê-lo, tornando-o assim mais resistente e preparado, de maneira não agressiva.

Como cada organismo tem sua própria Força Vital, única em suas características, o mesmo ocorre com o remédio homeopático mais adequado a cada caso, que será selecionado de acordo com os sintomas apresentados; por este motivo é que, em Homeopatia, pessoas exibindo sintomas parecidos podem receber a prescrição de medicamentos completamente diferentes. Afinal, se somos todos diferentes uns dos outros é claro que adoeceremos também de maneiras diferentes, merecendo tratamentos individualizados adequados.

Existem basicamente 2 tipos de Homeopatia, a pluralista e a unicista, que diferem apenas na forma de estimular a Força Vital; enquanto na modalidade pluralista o médico homeopata prescreve vários medicamentos homeopáticos visando estimular áreas mais específicas do corpo e mente, no unicismo é prescrito apenas um medicamento, com o objetivo de “fortalecer” o organismo como um todo.

Para terminar, é bom esclarecer que a Homeopatia não é de ação “lenta” como muitos pensam: a rapidez nos resultados varia de um organismo para o outro e acima de tudo, como para qualquer tratamento médico, depende em muito da adoção e manutenção de Hábitos Saudáveis* pelo paciente pois são eles que garantem boa quantidade de Força Vital para toda a vida.

* Mais informações sobre Hábitos Saudáveis de Vida na apresentação: Viver – O que é Necessário

Comments

2 thoughts on “Uma explicação rápida da ciência médica homeopática

  1. Olá Dr Icaro, como é bom sentir-se parceira de tuas ideias. Estou respirando e vivendo homeopatia. Grande vivencias, conincidencias favoráveis beirando ao misticismo, muito legal estou no caminho certo, acredito. Grande e fraterno abraco. obrigada pelas suas publicacoes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *