De onde vem a sua gordura?

 

Especialistas dizem que a melhor dieta possível é composta de 40% de carboidratos, 30% de gorduras e 30% de proteínas; particularmente, NÃO concordo e acho que o tempo e o progresso científico vão mostrar que estou certo em dizer que:

–       O ideal (na minha opinião) é 40% de proteínas, 30% de BONS carboidratos e 30% de BOAS gorduras;

–       Mais ideal ainda é que um BOM nutricionista funcional calcule a dieta mais adequada possível para SUAS necessidades específicas.

Mas se, independentemente da composição da dieta, tantos por aí têm TANTA gordura corporal, de onde ela vem afinal? Simples: basicamente, dos EXCESSOS cometidos; excessos de qualquer coisa: gorduras, carboidratos e mesmo proteínas.

GORDURAS: Quando entram no organismo, podem fazer parte da estrutura dele (membranas celulares, hormônios, etc) OU o que sobrar (EXCESSO!) ser incorporado pelos adipócitos (ou fígado) e depositado, assim compondo reserva energética (gordura armazena bem mais energia em menos espaço…); detalhe importante: gordura NUNCA pode ser transformada em proteínas ou carboidratos, como alguns erradamente pensam, mas carboidratos em excesso SÃO transformados em gordura!

CARBOIDRATOS: Também chamados de “açúcares”(mesmo que não sejam necessariamente doces, como as massas e pães), quando entram no organismo são aproveitados para a produção de energia OU armazenados sob a forma de glicogênio (estoque relativamente pequeno, feito pelo fígado e músculos) OU o que sobrar (EXCESSO!) ser incorporado pelos adipócitos (ou fígado), transformado em gordura e depositado, assim compondo reserva energética (afinal, lembrem-se: gordura armazena bem mais energia em menos espaço)… Isso mesmo: como glicose é um carboidrato, principal fonte de energia para o cérebro e coração, se faltar glicose o fígado pode transformar proteínas em carboidratos; em outras palavras, em situações “emergenciais” (muito freqüentes em quem alimenta-se mal ou exercita-se além das suas capacidades), seu corpo pode quebrar suas proteínas (estejam elas em músculos, ossos ou onde for) para transformá-las em “açúcares”.

PROTEÍNAS: Ao entrarem no organismo, são utilizadas predominantemente para fins estruturais, ou seja, formar seus mais diversos componentes mas o que sobrar (EXCESSO!) pode ser convertido pelo fígado em glicose (via gliconeogênese); e bem sabemos o que acontece com o excesso de glicose, não (dúvidas, leia novamente acima)?

Ou seja, TUDO* vira GORDURA se entrar em EXCESSO no organismo… Respondida a pergunta?

* TUDO, nesta sentença, exclui vitaminas, minerais e água que NUNCA são transformados em gordura pelo nosso organismo; o máximo que pode acontecer é alterações nas suas quantidades alterarem o apetite, metabolismo, biotransformações (proteínas em glicose, glicose, em gordura, …), etc.

Um abraço

Dr. Ícaro Alves Alcântara

Comments

Deixe um Comentário

Enviar

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Não pode ser lido? Mude o texto. captcha txt

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar